FANDOM


Criança WeskerEditar

Albert Wesker era filho de pais considerados de intelecto superior, e por isso, foi escolhido como uma das treze cobaias do Projeto W, liderado por Ozwell E. Spencer.

Desde a infância, Albert recebeu uma educação especial, financiada por Spencer. O processo educativo, além de despertar o intelecto das crianças candidatas ao Projeto W deveria doutriná-las, de forma que aceitassem os valores estimados por Spencer. Albert nunca soube que estava sendo manipulado e que seu sobrenome não era o mesmo de sua família, e sim dado a ele após se tornar uma das “Crianças Wesker”.

Os primeiros passos na Umbrella Corporation (1977)Editar

Graduado em Engenharia Genética, Albert demonstrou ser uma grande promessa do Projeto W e foi enviado para o Centro de Treinamento da Umbrella em Raccoon City em 1977. Ainda trabalhando como estagiário no centro de pesquisa liderado por James Marcus, Wesker conheceu William Birkin. Os dois tinham uma relação um tanto competitiva, mas chamavam a atenção por serem os jovens pesquisadores mais promissores.

Trabalho como pesquisador chefe em Arklay (1978-1991)Editar

Em julho de 1978, com o fechamento do Centro de Treinamento após as ordens de Spencer, Albert Wesker e

250px-Wesker 3-1-.jpg

Wesker em RE:5

William Birkin são transferidos para o Complexo de Pesquisa em Arklay, onde passam a atuar como pesquisadores chefes na pesquisa com o T-vírus, com o objetivo de criar uma arma biológica com base em seres humanos. Logo nos primeiros dias de trabalho em Arklay, Wesker conhece a jovem Lisa Trevor, que era usada como cobaia no complexo de pesquisa desde que havia sido capturada, há 11 anos.

Nos primeiros anos de pesquisa em Arklay, Wesker e Birkin sofreram o peso da competitividade com a jovem Alexia Ashford, nomeada pesquisadora chefe com apenas 10 anos de idade. Birkin sentiu-se derrotado por não ser mais o jovem prodígio da empresa, mas Wesker não se abateu e manteve-se focado nos objetivos da pesquisa. Em 1983, os dois conseguiram levar a pesquisa com o T-vírus ao estágio 2, transformando seres humanos em zumbis. No final deste mesmo ano, a notícia da morte de Alexia chegou a Arklay e Wesker começava a se interessar pelo vírus T-Veronica, o suposto causador da morte da jovem. Albert tentou convencer William de investigar o vírus, mas Birkin discordou fortemente quando Wesker tentou obter uma amostra para análise.

Nesta época, Wesker passou a estudar a possibilidade de infecções secundárias pelo T-vírus e descobriu que era possível infectar muitas espécies. Com essa descoberta, ele passou a questionar as intenções de Spencer e o perigo iminente que era ter um complexo de pesquisa em um local cercado de vida selvagem, pronta para ser infectada por um vírus mortal. O interesse de Wesker em descobrir quais planos Spencer poderia estar escondendo aumentava cada vez mais e ele começou até mesmo a cogitar deixar seu cargo para obter mais

4573407622 c4e3493585-1-.jpg

Wesker em RE:remake

informações.


Em 1988, Wesker e Birkin cumpriram as ordens de Spencer para matar James Marcus, que desde o fechamento do Centro de Treinamento, pesquisava suas sanguessugas, isolado no local. No mesmo ano, pesquisa com o T-vírus chegou ao estágio três com a produção do Tyrant. Logo no início, a pesquisa já mostrava um grande obstáculo, com a dificuldade de obter cobaias compatíveis. Com isso, Wesker e Birkin começaram a buscar alternativas, como o parasita NE-alfa, que estava sendo produzido em um laboratório Europeu da Umbrella. Após os esforços de Wesker, uma amostra foi entregue no laboratório em Arklay, e ele e Birkin passaram a investigá-lo. Como o NE-alfa era muito agressivo e matava a maioria dos hospedeiros, Wesker e Birkin decidiram usar a cobaia que parecia resistir a tudo, Lisa Trevor. O experimento acabou tendo um desfecho totalmente inesperado, com a descoberta do G-vírus.

Entrada para o Serviço de Informações e S.T.A.R.S (1991-1998)Editar

Em 1991, quando o projeto G-vírus foi aprovado, Wesker deixou o Complexo de Pesquisa de Arklay e foi

250px-Img-22-1-.jpg

Wesker participando do assasinato de Marcus

transferido para o Serviço de Informações da Umbrella. Wesker optou pela mudança como forma de chegar mais perto de seu objetivo de descobrir as intenções de Spencer, além de achar que seus conhecimentos como pesquisador haviam chegado ao limite e que não conseguiria acompanhar Birkin em seu novo projeto. Coincidentemente, com a saída de Wesker do centro de pesquisa, Spencer pareceu perder o interesse em Arklay e passou a visitar menos o local. Com o projeto G-vírus encaminhado, Lisa Trevor perdera seu status de cobaia preciosa e deveria ser eliminada. Após a transferência para o Serviço de Informações Wesker, retornou a Arklay para ajudar a matá-la.

250px-Captain albert wesker of stars by billym12345-d3da4cm-1-.png

Wesker durante o Incidente da Mansão

Em 1996, o S.T.A.R.S é criado e Albert Wesker é nomeado como líder do esquadrão. A presença de Wesker em um alto cargo na polícia de Raccoon City era mais uma das formas de a Umbrella manter os olhos das autoridades longe de suas ações ilegais. Mesmo atuando no Serviço de Informações e sendo capitão dos S.T.A.RS, Wesker continuou a desempenhar o cargo de Chefe de Segurança do laboratório em Arklay.

Em 1998, a Umbrella inicia o chamado Projeto de Recuperação, liderado por Wesker e Birkin. O objetivo era reativar o Centro de Treinamento, inativo oficialmente desde o fechamento, em 1977. No entanto, as unidades de investigação enviadas antes para o Centro de Treinamento são atacadas por criaturas infectadas pelo T-vírus presentes no local.

Incidente no Centro de Treinamento (23 de julho de 1998)Editar

Após o vazamento do T-vírus no Complexo em Arklay desde maio de 1998, a

4582287615 207d66216d o-1-.jpg

Wesker volta a vida

Umbrella ordena que Wesker use os S.T.A.R.S. para testar as armas biológicas e coletar dados de combate em julho. Após o fim da missão, Wesker deveria destruir o laboratório de forma a parecer um acidente e livrar-se do Tyrant. A fim de manter o acidente biológico em segredo, Wesker proíbe que os pesquisadores entrem em contato com terceiros fora do complexo de pesquisa.

A equipe Bravo do S.T.A.R.S. foi enviada à floresta de Raccoon City no dia 23 de julho para investigar os estranhos assassinatos que estavam ocorrendo no local. Enquanto isso, Wesker e Birkin monitoravam o trem Ecliptic Express, que havia sido misteriosamente atacado por sanguessugas enquanto levava a segunda unidade de investigação ao Centro de Treinamento. A equipe Delta da Unidade de Operações Especiais da Umbrella é enviada ao trem para destruí-lo sob as ordens de Wesker, mas após tomar controle do trem, a equipe é dizimada pelas sanguessugas.


Resident-evil-umbrella-chronicles-20070912045622127-1-.jpg

Wesker no cáucaso,em busca de informações

Wesker e Birkin passam a monitorar o Centro de Treinamento através do sistema de câmeras e são surpreendidos pelo aparecimento da figura de um jovem misterioso que declara vingança a Umbrella e diz ser James Marcus. Temendo que o vazamento do T-vírus chegue ao público e acabe com sua carreira, Wesker aproveita as ordens da Umbrella e decide retornar à cidade para mandar a equipe Alfa à floresta a fim de coletar dados de combate, mas não para a empresa, e sim, para si. Vendo que a desgraça da empresa era iminente, Wesker decide que este pode ser o momento de abandonar a Umbrella e iniciar seus planos pessoais.

Antes de deixar o laboratório, Wesker recebe de Birkin um vírus experimental que o ajudaria a cumprir seus planos. De acordo com as informações cedidas por William, o vírus traria Wesker de volta à vida gerando transformações nos sistema muscular e circulatório, tornando-o mais poderoso como resultado da ressurreição. O vírus era, na verdade, uma amostra protótipo do vírus Progenitor. De acordo com os planos do Projeto W, todas as crianças Wesker deveriam ser infectadas com o vírus experimental para dar origem a uma nova raça superior planejada por Spencer.

No caminho de volta à cidade, Wesker encontra o Proto Tyrant, mas consegue eliminá-lo facilmente. Quando estava prestes a deixar o Centro de Treinamento, ele é surpreendido por Sergei Vladmir. Acompanhado de Ivan, um Tyrant que Seguei usa como uma espécie de guarda-costas, o russo decide punir Wesker pela falha na recuperação do Centro de Treinamento e pelo vazamento do vírus. Wesker é atacado por Ivan, mas consegue escapar com a explosão causada pelo sistema de auto-destruição, que havia sido ativado por Birkin.

Incidente da Mansão (24 de julho de 1998)Editar

Chegando à cidade, Wesker comanda a equipe Alfa dos S.T.A.R.S até a Floresta de Raccoon com o pretexto de resgatar os membros da equipe Bravo. Para evitar falhas, Wesker sequestra a família de Barry Burton para chantageá-lo.

Logo após chegar a floresta, a equipe Alfa é atacada por cães e Wesker os guia até a Mansão Spencer. Dentro da propriedade, Wesker abandona os membros do S.T.A.R.S. para recolher dados de combate. Nos dormitórios, ele chantageia Barry e o convence a trabalhar do lado dele para que nada seja feito contra sua esposa e suas filhas. percebe o comportamento estranho do colega e passa a desconfiar dele. Nas cavernas, Wesker encontra Jill Valentine e Enrico Marini, mas não revela sua presença. Marini diz à Jill que há um traidor entre os S.T.A.R.S. e antes que Enrico possa revelar quem é, Wesker não hesita e o mata com um tiro no peito. Jill não consegue ver quem foi o atirador.

Nas áreas subterrâneas da mansão, Wesker encontra Lisa Trevor, que deveria ter sido eliminada anos atrás. Com o auxílio de Chris Redfield, o capitão consegue fazer com que Lisa se jogue em um profundo abismo. Enquanto isso, Jill alcança um laboratório abaixo da mansão. Lá ela descobre provas dos projetos para produção de armas biológicas pela Umbrella, além de encontrar uma foto de Wesker com outros pesquisadores, confirmando o envolvimento do capitão dos S.T.A.R.S. com as atividades ilegais da empresa.

Conforme os S.T.A.R.S. se aproximam cada vez mais da verdade, Wesker começa a executar a parte final de seu plano. Ele aguarda a chegada dos membros do esquadrão na sala onde se encontra o Tyrant (T-002), onde ele irá testá-lo e usá-lo para forjar sua morte, contrariando as ordens da Umbrella de descartar a criatura. Minutos antes da chegada de Chris à sala, ele injeta em si mesmo o vírus experimental entregue a ele por Willian Birkin. Wesker pretendia que o Tyrant o atacasse e, desta forma, o vírus experimental o traria de volta à vida. Desta forma, ele poderia forjar sua morte e teria espaço livre para usar as informações coletadas da Umbrella para ingressar em uma empresa rival.


Com a chegada de Chris à sala do Tyrant, Wesker revela seus planos de coletar dados de combate das armas biológicas da Umbrella usando os S.T.A.R.S. Neste momento, ele liberta o Tyrant do tubo de cultura e é atacado pela criatura. Os S.T.A.R.S. enfrentam o monstro e o derrotam

O vírus age perfeitamente em Wesker e ele acorda minutos após o ataque do Tyrant. O sistema de auto-destruição está ativado e ele precisa deixar o local o quanto antes. Antes de partir, ele tenta acessar o terminal para recolher os dados recolhidos durante a missão. No entanto, Sergei havia programado o sistema de inteligência artificial da Umbrella, batizado de Red Queen, para restringir o acesso de Wesker aos dados da empresa em um período de 24 horas, devido ao estado de emergência do complexo.

Wesker faz o caminho do laboratório em direção ao hall da mansão, antes que o local exploda. Durante a fuga, ele é surpreendido por Lisa Trevor, que ainda permanecia viva, mesmo após todas as tentativas de eliminá-la. Após uma batalha no hall, Wesker consegue escapar da mansão, deixando Lisa presa no momento da explosão do complexo em Arklay. Enquanto enfrenta as criaturas que ainda permaneciam na mansão e no laboratório, Wesker percebe as mudanças em seu corpo causadas pelo vírus: sua força estava aumentada, além de ter ganhado velocidade e agilidade totalmente acima das de qualquer ser humano. Maravilhado com seus poderes sobre-humanos, Wesker não imaginava que estava, o tempo todo, seguindo os planos de Spencer à risca.

Agindo nas sombras (agosto – setembro de 1998)Editar

Em agosto de 1998, Alex Wesker produz um relatório com a informação da morte de Albert, a Criança Wesker nº 13. Com mais uma baixa, a taxa de sucesso do Projeto W caiu para 18%.

Após o incidente da mansão, Wesker começou sua busca por dados sobre os vírus e armas biológicas produzidas pela Umbrella para poder entrar para uma empresa rival conhecida somente como “A Organização”. Para isso, ele contou com os trabalhos da espiã Ada Wong, que já havia estado infiltrada no complexo de pesquisa em Arklay, enquanto teve um relacionamento amoroso com John.

Ada infiltrou-se no laboratório nos dias em que a infecção pelo T-vírus dominou a cidade de Raccoon City, com a ajuda do policial Leon S. Kennedy . A relação e os sentimentos que Ada teve por Leon quase a desviaram se seu objetivo e Wesker viu isso como uma traição. Mesmo assim, ela conseguiu deixar o laboratório com uma amostra de tecido infectado com o G-Vírus.

Ao chegar ao hotel Apple Inn, Ada encontrou seu contato morto e falou com Wesker a partir de um dispositivo eletrônico. Ele não se mostrou muito interessado em salvá-la até ver que ela realmente havia cumprido sua missão e obtido uma amostra de G-vírus. Wesker aconselha Ada a fugir da cidade usando o último helicóptero a deixar a cidade. Nele, estavam Sergei Vladmir e Ozwell E. Spencer, levando o terminal do UMF-013, computador que possuía todos os dados da Umbrella. Ada consegue escapar da cidade viajando escondida sobre a caixa que continha o UMF-013 na manhã do dia primeiro de outubro, pouco antes da destruição de Raccoon City.

Em busca do T-Veronica (dezembro de 1998)Editar

Após o incidente da mansão, Wesker passou a liderar a H.C.F (o significado da sigla ainda é desconhecido e não se sabe se fazia parte da Organização). Em dezembro de 1998, ele liderou o ataque e invasão da Ilha Rockfort, causando um vazamento de T-vírus no local. O objetivo da missão a mando da empresa rival era obter o T-Veronica a partir do corpo de Alexia Ashford, sendo esta a única forma de obter uma amostra. Na Ilha, Wesker encontrou Claire Redfield, que havia sido mandada para o local como prisioneira após ter tentando invadir a sede da Umbrella na Europa.

Enquanto buscava Alexia, Wesker descobre que ela já havia despertado de seu sono criogênico na Antártida. Ele também detecta a presença de Chris Redfield através de dispositivos de vigilância e envia Hunters para eliminá-lo. Em um encontro posterior com o rival, Chris pode testemunhar as mudanças que ocorreram em Wesker, como a velocidade e a força sobre humana.


Wesker se dirige à base da Umbrella na Antártida em busca de Alexia. Após várias transformações, Chris consegue destruí-la usando a Linear Launcher, arma anti-B.O.W.s produzida por Alexander Ashford. Com a morte de Alexia, Wesker teve que recorrer ao cadáver de Steve Burnside, que havia sido infectado com o vírus T-Veronica para obter uma amostra.

Operação Javier e o contato com Jack Krauser (2001-2002)Editar

Após a obtenção do T-Veronica Wesker permanece nas sombras obtendo vírus e vendendo amostras no mercado negro. Em 2001, ele vendeu uma amostra do vírus de Alexia para Javier Hidalgo, um grande traficante de drogas sul americano que pretendia salvar sua filha Manuela de uma doença grave. O contato de Javier com WesKer ainda rendeu a produção de armas biológicas que usavam o T-Veronica, como o Jabberwock S3. As atividades ilegais de Javier atraíram os olhares intervencionistas norte americanos, que enviaram os agentes Leon S. Kenndy e Jack Krauser para investigar o nicho de atuação do traficante. Durante a missão, Krauser fica seduzido pelo poder gerado pelos vírus e se aproxima de Wesker após forjar a própria morte em um acidente.

Fechando o guarda-chuva (2003)Editar

Em 2003, após incidentes semelhantes aos que ocorreram na Floresta de Raccoon surgirem em um vilarejo na região do Cáucaso, na Rússia, Wesker passou a desconfiar que poderia haver uma base da Umbrella no local. Nas proximidades do vilarejo havia uma antiga indústria química, remanescente da era soviética. De acordo com investigações feitas por Wesker, o proprietário era um aristocrata de uma família europeia nobre, o que remetia imediatamente à Ozwell E. Spencer. A Umbrella tentava sobreviver nesta base secreta, administrada por Sergei Vladmir.

Wesker no cáucaso, em busca de informações

Aproveitando a invasão da Unidade Anti-Bioterrorista de Chris Redfield e Jill Valentine à base para por um fim definitivo à Umbrella, Wesker infiltra-se no complexo para tentar coletar os dados da empresa sem ser notado por Sergei Vladmir. No entanto, a presença de Wesker é detectada por Sergei que o confronta com seus dois Ivans. Com seus poderes concedidos pelo vírus, Wesker consegue se livrar de ambos e avança nas instalações.

Enquanto Jill e Chris enfrentam o T-A.L.O.S., Wesker alcança a sala onde está o UMF-013. Sergei confronta Wesker e conta que foi ele quem programou Red Queen para restringir o acesso aos dados da Umbrella no dia do incidente da mansão. Sergei transforma-se em um monstro, mas é facilmente morto por Wesker.

Sem nada entre ele e os dados da Umbrella, Wesker acessa o terminal UMF-013 e armazena todos os dados da empresa em um disco, como pretendia ter feito no dia do incidente da mansão, em 1998. Após coletar todas as informações que precisava, ele apaga tudo do disco rígido do super computador e inativa Red Queen.

Enquanto a Umbrella dava seus últimos suspiros, Wesker dá o golpe final na empresa. O julgamento para descobrir os verdadeiros culpados pelo incidente de Raccoon City chegou ao fim após a divulgação das informações incriminatórias roubadas por Wesker da base no Cáucaso. Assim, a Umbrella foi considerada culpada por todas as acusações apontadas pela promotoria.

Em posse de todos os dados de pesquisas da Umbrella, Wesker pode crescer e dominar a Organização para a qual trabalhava e assim, pode avançar mais com seus planos. Wesker acreditava que a Umbrella tinha um grande poder em mãos, mas faltava uma visão adequada de como usar este poder. O objetivo de Wesker era reescrever um futuro para o mundo. Esse comportamento já mostra que os planos de seleção artificial da humanidade já passavam pela mente de Wesker antes do início do projeto Uroboros, nos anos seguintes.

Entre 2003 e 2004, Wesker aproximou-se de Excella Gionne, então funcionária da divisão farmacêutica da Tricell. Os interesses mútuos fizeram com que Wesker cedesse a ela informações de pesquisas com o T-vírus e armas biológicas. Desta forma, Excella ganha destaque na Tricell por iniciar projetos de produção de armas biológicas. A Organização fica sabendo dessa aproximação de Wesker com a Tricell e suas atividades passam a ser monitoradas.

Las Plagas (outono europeu de 2004)Editar

Em 2004, Wesker fica sabendo da existência do parasita Las Plagas, usado pelo culto Los Illuminados em uma vila remota da Espanha. Wesker ordena que Jack Krauser se infiltre no grupo para tentar obter informações sobre o parasita. O culto era xenofóbico e anti-americanista, então Krauser usou a estratégia de sequestrar Ashley Graham, a filha do presidente dos EUA, para ganhar a confiança dos membros do grupo. Desta forma, Krauser também acabou cedendo ao poder de Las Plagas, recuperando o braço gravemente machucado durante a Operação Javier, em 2002.

Wesker enviou a espiã Ada Wong até a vila para obter uma amostra de Las Plagas. O objetivo era conseguir uma amostra do tipo Controladora, que dominava e comandava os outros seres infectados com Plagas do tipo comum (ou subordinada). Ada infiltrou-se na vila, mas mantinha-se mais fiel às ordens da organização que ao próprio Wesker. As ações da espiã despertaram a desconfiança de Krauser, que se considerava muito mais fiel a Wesker que ela.

Em uma mudança repentina de planos, Wesker ordena que Ada mate Leon S. Kennedy, que estava em missão para resgatar Ashley, enquanto manda Krauser obter a amostra de plaga dominadora. A espiã acaba matando Krauser e trai Wesker, enviando uma plaga do tipo subordinada para ele. Futuramente, a Tricell usaria esta amostra para desenvolver Las Plagas dos tipos 2 e 3, usadas na população de Kijuju, na África.

O reencontro com Spencer (2006)Editar

Em 2006, após perder as esperanças de conduzir seus planos de dominação mundial com o Projeto W com o desaparecimento de Alex Wesker, Ozwell E. Spencer manifesta o desejo de encontrar Albert Wesker ao seu mordomo, Patrick. O empregado entra em contato indiretamente com Wesker, a partir de Ricardo Irving.

250px-Spencer wesker castle-1-.jpg

Desta forma, Wesker finalmente descobre o paradeiro de Spencer, em uma remota mansão na Europa, onde o fundador da Umbrella se manteve foragido desde a condenação da empresa. Em agosto de 2006, Wesker se dirige até a propriedade de Spencer e o encontra. O fundador da Umbrella revela que o desenvolvimento de armas biológicas era apenas um meio para alcançar o verdadeiro objetivo – a conclusão do Projeto W. Spencer pretendia criar uma nova raça de seres humanos especiais e superiores a partir das crianças Wesker, que o teriam como uma espécie de deus. Indignado com a descoberta de que havia sido manipulado como uma cobaia, Wesker assassina Spencer e decide tomar o “direito de ser deus” para si.

Logo após matar Spencer, Wesker é surpreendido por Jill Valentine e Chris Redfield, que também haviam descoberto o paradeiro do fundador da Umbrella. Os três travam uma batalha que quase termina em tragédia, com Jill jogando-se da janela junto com Wesker para salvar a vida de Chris. No entanto, a queda não matou nenhum dos dois. Jill ficou muito machucada e inconsciente. Seu corpo foi recolhido por Wesker, que ao perceber que ela ainda estava viva, a submeteu a um sono criogênico.

Aliança com a Tricell e o Projeto Uroboros (2006-2009)Editar

Wesker voltou sua atenção para o continente africano ao saber dos planos de Spencer. Após ele convencer

4573213766 332a742590 o-1-.jpg

Wesker fundido com Uroboros

Excella Gionne a pleitear o cargo de diretora executiva da divisão africana da Tricell, a empresa passou a concentrar esforços em produzir vírus tão ou mais poderosos que o G-vírus e o T-Verônica. Para alcançar seus objetivos, Wesker e Excella reabriram o Centro de Pesquisas da Umbrella na África. Investigando as antigas flores Sonnentreppe, a Tricell também conseguiu obter o vírus Progenitor, o que levou ao desenvolvimento do vírus Uroboros.

250px-Albert Wesker Uroboros-1-.png

Transformação de Wesker

A partir do incidente na propriedade de Spencer, Wesker começa a colocar em prática seus planos de dominação mundial. De forma geral, o Projeto Uroboros era bastante semelhante ao Projeto W de Spencer, com a diferença que Wesker não pretendia fazer uma pré-seleção de indivíduos intelectualmente superiores, e sim submeter toda a humanidade a uma seleção artificial, de forma que só os mais capacitados seriam infectados pelo vírus Uroboros e sobreviveriam. Esses seres selecionados teriam um DNA superior e comporiam uma humanidade perfeita ao lado de Wesker. Para arrecadar fundos para sua pesquisa com o vírus Uroboros, Wesker e Excella usaram Ricardo Irving como negociador de armas biológicas no mercado negro, além de desenvolverem criaturas, como o Licker Beta.

Após uma série de investigações médicas feitas em Jill, Wesker descobriu que ela possuía uma forma modificada do T-vírus em seu corpo, como resquício da infecção feita por Nemesis, que ocorrera em Raccoon City. A vacina obtida por Carlos Oliveira deixou o vírus em um estado latente no organismo de Jill, mas o sono criogênico a que ela foi submetida por Wesker o reativou de alguma forma. O sistema imune de Jill reagiu devido ao tratamento prévio com a vacina, e o T-vírus desapareceu, deixando apenas a presença de poderosos anticorpos. Devido à origem comum do T-vírus (Progenitor) e o Uroboros, Wesker passou a utilizar os anticorpos de Jill para neutralizar os efeitos agressivos do vírus. Ele ainda passou a controlar Jill com o uso do composto químico P30.

As atividades de Irving acabaram chamando a atenção da B.S.A.A. (Bioterrorism Security Assessment Aliance – Aliança de Avaliação de Segurança em Bioterrorismo), que passou a conduzir uma investigação na vila africana de Kijuju. Com a confirmação de que ele era mesmo um vendedor de armas biológicas, Chris Redfield foi enviado para atuar ao lado de Sheva Alomar para efetuar a prisão de Irving.

A chegada da B.S.A.A. a vila acaba interferindo nos planos de Wesker, já que Chris e Sheva descobrem que há um plano muito maior por trás da venda de armas biológicas feita por Irving. As investigações preliminares da B.S.A.A. já apontavam para a existência de um plano pré-apocalíptico, e a ação de Chris e Sheva os levou até Wesker e à descoberta do projeto Uroboros.

Após salvarem Jill do domínio de Wesker e do composto P30, Chris e Sheva tentam impedir o lançamento de mísseis contendo vírus Uroboros, que seriam usados para contaminar a atmosfera. Para impedir o avanço dos agentes da B.S.A.A, Wesker livra-se de Excella, infectando-a com o vírus Uroboros, gerando uma criatura desforme e sem controle. Mesmo assim, os dois derrotam o monstro em que Excella havia se transformado e tentam impedir Wesker de levantar voo com o jato que liberaria os mísseis contendo Uroboros.


Através de Jill, Chris e Sheva descobriram que Wesker precisava do soro PG67A/W para manter o equilíbrio entre o vírus e o seu organismo. A dose deveria ser precisa, ou a substância agiria como um veneno. Em posse de uma seringa contendo o soro, que havia sido deixada para trás por Excella Gionne, Chris e Sheva administram uma grande dose em Wesker, enfraquecendo-o. Percebendo o perigo, ele se dirige imediatamente ao avião que usaria para liberar o vírus Uroboros na atmosfera, mas é seguido pelos agentes da B.S.A.A.

200px-WeskerRockets-1-.gif

Wesker morre

Chris e Sheva conseguem impedir que o avião libere os mísseis, fazendo com que ele se choque contra um vulcão. Com a queda, os mísseis contendo Uroboros são parcialmente destruídos. Vendo seus planos sendo arruinados por Chris mais uma vez, Wesker infecta-se com o vírus.

Apesar da grande dose de Uroboros que recebeu, Wesker era um dos hospedeiros ideais para o vírus, sendo assim, ele sofreu transformações, mas não foi completamente dominado como outros indivíduos infectados. Em sua nova forma, Wesker tenta matar Chris e Sheva no vulcão, mas acaba derrotado ao ser lançado na lava. Com a chegada de Jill e Josh com um helicóptero de resgate no local, Chris e Sheva colocam um fim à vida de Wesker com dois mísseis.

* Os fatos de Resident Evil Remake envolvendo Chris ou Jill foram selecionados de acordo com a história do game relatada no livro Resident Evil Archives, com exceção do ataque do Tyrant a Wesker, que ocorre na presença de Chris.

APARIÇÕESEditar

A primeira aparição de Albert Wesker foi em Resident Evil, como capitão dos S.T.A.R.S e vilão do primeiro título da série. Nos anos seguintes, Wesker permaneceu dado como um personagem morto, e era somente citado em alguns files.

Com o lançamento de CODE: Veronica em 2000, Wesker retornou dotado se superpoderes e agindo como

180px-MarCap3Wesker-1-.png

Wesker em Marvel vs Capcom 3

membro de uma empresa rival da Umbrella. As versões “Complete” e “X” do game deram ainda mais destaque ao personagem, com a adição de cenas com sua participação.

O vilão é o narrador do Wesker’s Report, um DVD com um curto vídeo que conta os acontecimentos anteriores à CODE: Veronica e explicitam a ligação entre Wesker e Ada na obtenção do G-Vírus. O DVD fazia parte de uma versão especial de pré-venda de CODE:Veronica X. Posteriormente, o personagem ainda ganhou um relatório adicional e mais complexo, Wesker’s Report II, que foi lançado na internet em formato ilustrado, somente em japonês e em PDF traduzido para o inglês.

Wesker retornou à série com um papel secundário em Resident Evil 0, atuando ao lado de William Birkin para descobrir os mistérios do vazamento viral causados pela Queen Leech.

Em Resident Evil 4, Wesker reaparece com uma nova postura, e trabalhando ao lado da espiã Ada Wong e de Jack Krauser para obter o parasita Las Plagas. Ela e Wesker ganham ainda mais destaque com a inclusão do modo Separate Ways na versão do game para Playstation 2 e o Ada’s Report.

180px-Ch001-1-.jpg
Em RE: The Umbrella Chronicles Wesker retorna como um grande protagonista, contando a história dos incidentes que culminaram com a queda da Umbrella. Enquanto ele narra os acontecimentos, descobrimos como ele escapou da mansão e como obteve os poderes que vimos em CODE: Veronica. Outros fatos também são explicados, como a fuga de Ada Wong da cidade de Raccoon antes da explosão. Ainda, ele tem três cenários exclusivos no game, “Beginnings”, “Rebirth” e “Dark Legacy”.

Wesker retorna como o grande vilão de um Resident Evil no quinto capítulo da série. Com uma história que volta ao passado mais remoto da Umbrella, o público descobre que Wesker não era tão autônomo quanto pensava, e que havia sido mais um dos fantoches de Spencer durante quase toda sua vida. As proporções do personagem como vilão aumentam quando ele passa a por em prática seus próprios planos de dominação mundial. Em RE5, Wesker encontra seu fim definitivo nas mãos de seu arqui-inimigo, Chris Redfield.

Após sua morte, Wesker retorna em duas pequenas aparições em RE: The Darkside Chronicles, ao final do cenário “Operation Javier” e no cenário de CODE: Veronica, “Game Of Oblivion”.

Wesker também esteve presente no Battle Mode de CODE: Veronica, como um personagem destravável. A

180px-Albert W-1-.jpg
versão de Resident Evil 1 para Sega Saturn, que também recebeu o modo extra, conta com uma versão zumbificada de Wesker, mais rápida e resistente que os zumbis comuns do jogo. Em Resident Evil Deadly Silence, Wesker é um personagem destravável para o Multi-Card Play após o término do modo Master of Knifing. Aparições seguintes em mini-games vieram em Resident 4 e 5, nos modos extras “The Mercenaries”, “Versus” e “The Mercenaries Reunion”. Ele também é um dos personagens jogáveis em Resident Evil: The Mercenaries 3D, game exclusivo para o portátil Nintendo 3DS.

Em Biohazard Pachislot, uma versão de Resident Evil 1 que mistura arcade e máquinas caça-níqueis, Wesker retorna como o vilão do incidente da mansão e passa boa parte do game observando as ações dos S.T.A.R.S. através de um sistema de monitoramento.

O vilão também marca presença em outros jogos. Em Marvel Vs. Capcom 3: Fate of Two World, como um dos lutadores do time da empresa de Resident Evil. Em Lost Planet 2, produzido por Jun Takeuchi (também produtor de RE5), Wesker entrou como um personagem bônus.

[1]Shawn Roberts

Albert Wesker também foi levado para a tela grande ao fazer parte dos filmes Resident Evil 3: A Extinção e Resident Evil 4: Recomeço. No primeiro, interpretado pelo desconhecido Jason O’ Mara, Wesker é o presidente da Umbrella Corporation e tem poucas aparições ao longo do filme. Em “Recomeço” Wesker recebe maior destaque, sendo o grande vilão do filme. Interpretado por Shawn Roberts, Wesker pretende obter os poderes da heroína Alice.

CURIOSIDADESEditar

- No modo Mercenaries de Resident Evil 5 (assim como no Modo Versus e Mercenaries Reunion), Wesker tem um

Ma029-1-.jpg
golpe chamado “Tiger Uppercut“. Esta é uma referência a Sagat, um dos personagens de Street Fighter, também da Capcom.

- Wesker é o personagem com o maior número de aparições em Resident Evil, estando presente em RE1, RE: CODE Veronica, RE: Remake, RE0, RE4, RE: The Umbrella Chronicles, RE: The Darkside Chronicles, RE: The Mercenaries 3D e RE5. Ele também é o personagem com o maior número de participações em mini-games da série, estando nos modos extras de RE1 (Sega Saturn), CODE: Veronica, RE4 e RE5.

ATORES E DUBLADORESEditar

Resident Evil 1: - Eric/ Sergio Jones (dublagem e interpretação na abertura em live action)

Resident Evil CODE: Veronica - Richard Waugh (voz)

Wesker’s Report - Richard Waugh (voz)

Resident Evil Remake - Peter Jessop (voz)

Resident Evil 0 - Richard Waugh (voz)

Resident Evil 4 - Richard Waugh (voz)

RE: The Umbrella Chronicles - D.C Douglas (voz)

Resident Evil 5 - D.C Douglas (voz)
- Ken Lally (captura de movimentos)
- Cass Asher (modelo de rosto)

RE: The Darkside Chronicles - D.C Douglas (voz)

Resident Evil 3: Extinction - Jason O’Mara

Resident Evil 4: Afterlife - Shawn Roberts

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória